Hey, this photo is ©

 

carlinhoCarlos Leite, mais conhecido por Carlinho, quando criança, sempre interrogava seu pai que cuidava de toda      planta que nascia e utilizava velhos troncos, galhos secos e tortos em construções simples, de sua propriedade.

_ Pai, Dizia-lhe Carlinho: por que cuidar de tantas árvores?

_ Por que não cuidar somente de algumas plantas?

_ E por que usar as Árvores secas e além de tudo tortas?

_ Por que não cortar Árvores para obter peças retas e construir obras mais certinhas?
E foram muitos outros porquês.

Sempre recebia como resposta:

_ “Meu filho, aproveito o que a natureza me oferece e cuido bem dela para que não nos falte no futuro.”
Sábias palavras…
Naquele tempo, Carlinho mal sabia da importância da Árvore, de seus muitos usos, e da preservação do meio ambiente.

Dessas conversas entre pai e filho surgiu, alguns anos depois, a inspiração do artesão Carlos Leite.

Ao ser chamado de artista, pela beleza de suas obras e pelo seu respeito À natureza, Carlinho não conteve a emoção e agradeceu:

 

Mãe Natureza

Natureza, Ó mãe natureza !

Me desculpe a ousadia,

em chamá-la como tal.

Pois me envergonho da minha raçA.

por tratá-la tão mal.

Enquanto nos oferece,

uma vida sem igual.

Obrigado por cruzar o meu caminho.

Uma gota d’Água ou um simples pedaço de pau.

Dizem que sou artista

Mas não me considero como tal,

Mas com certeza sou privilegiado.

Por tantos presentes que tem me dado.

Natureza, Ó mãe natureza,

Muito obrigado!